Foto: CMC
Terrazza Panorâmico

O secretário municipal de obras públicas Rodrigo Rodrigues, esteve na Câmara Municipal de Curitiba na manhã desta terça-feira (1º), para falar a respeito da rescisão do contrato com a empreiteira responsável pelas obras na Linha Verde. O requerimento para que ele participasse da sessão plenária foi assinado por diversos vereadores e aprovado na sessão da última quarta-feira (25).

As obras da Linha Verde Norte, entre A Victor Ferreira do Amaral e a estação Atuba, estão paradas desde agosto deste ano, quando a prefeitura rescindiu o contrato com a empresa vencedora da licitação. De acordo com a prefeitura o rompimento do contrato foi feito após serem aplicadas 144 notificações à construtora por atrasos e inconformidades na execução da obra. A empresa, por outro lado, diz que o projeto é de responsabilidade da prefeitura e foi alterado sem a realização de aditivos contratuais, o que deixou impraticável a execução da obra.

Durante a sessão os vereadores fizeram questionamentos ao secretário. Entre as questões levantadas, uma tratava de uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas do Estado que apontou irregularidades no lote 3.1, localizado na Vila Olímpica e Fagundes Varella. Neste lote, o último pagamento realizado foi em abril deste ano, fechando aproximadamente R$ 44 milhões de reais, com menos de 50% do lote concluído. O questionamento foi trazido pela vereadora professora Josete (PT), que apontou ainda inúmeros aditivos somente neste trecho.

Ao responder o questionamento, o secretário Rodrigo Rodrigues destacou que os questionamentos apontados pelo Tribunal de Contas foram sanados. 

Além das obras da Linha Verde, foram temas dos questionamentos dos vereadores outras obras na cidade, como a trincheira do Seminário e o viaduto do Orleans, trazidos pelos vereadores Mauro Bobato (Pode) e Mauro Ignácio (PSB).

Ao responder o secretário Rodrigo Rodrigues se colocou a disposição dos vereadores para atender a qualquer questionamento. Rodrigues ressaltou o trabalho realizado pela secretaria de obras também nos bairros da capital. 

Ao fim da sessão, o secretário Rodrigo Rodrigues se comprometeu em responder por escrito aos questionamentos dos vereadores que não tenham sido esclarecidos durante a explanação na Câmara. 

Com a rescisão do contrato, a continuidade das obras na Linha Verde será passada à segunda colocada na licitação.

Repórter Vanessa Fernandes