Terrazza Panorâmico

O Athletico Paranaense foi punido, nesta segunda-feira (25), pela 1ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR), que suspendeu por 360 dias o presidente do rubro-negro, Luiz Salim Emed, e aplicou ao clube multas que, somadas, valem R$ 200 mil.

Estas medidas foram decorrentes do Atletiba do último dia 30, que teve vitória do Coritiba, por 2 a 1, na Arena da Baixada, pelo Campeonato Paranaense. Naquele dia, o Athletico não acatou a liminar que determinou a reserva de uma área para a torcida do rival (10% da capacidade, cerca de 4 mil lugares). A liminar também deu permissão para que os coxas-brancas usassem a camisa da equipe alviverde. Defensor do sistema de torcida única, o rubro-negro proíbe a entrada de espectadores com uniformes do time visitante.

Com a suspensão, Luiz Salim Emed não pode circular em ambientes de jogo, como vestiários, e nem assinar documentos que envolvam o clube em competições nacionais. Nada o impede, entretanto, de assistir aos jogos em um dos camarotes do estádio.

Estas punições não são definitivas. O clube ainda pode recorrer ao Pleno do TJD e, caso seja novamente punido, ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

(Ayrton Baptista Junior)