Terrazza Panorâmico

O último evento que aparece no sistema eletrônico do processo contra Claudia Cruz deixa claro em que pé está o caso: “autos com o juiz para sentença”. Isso significa que, a qualquer momento, o juiz Sérgio Moro poderá condenar ou absolver a esposa de Eduardo Cunha. Não há prazo para a sentença ser proferida, mas Moro tem sido rápido nos julgamentos da Lava Jato.

No caso de Eduardo Cunha, a sentença saiu apenas quatro dias após a defesa ter apresentado as alegações finais. Mas o ex-deputado era o único réu do processo, ou seja, havia menos material a ser analisado pelo juiz. A ação de Claudia Cruz tem outros dois réus. Todos protocolaram as alegações finais nesta semana, concluindo a instrução penal e abrindo caminho para a sentença.

Nas alegações finais, a defesa pediu a absolvição de Claudia Cruz. Ela responde por lavagem de dinheiro e evasão de divisas e é acusada de usar parte da propina destinada a Cunha em despesas pessoais no exterior, como compras de luxo. A jornalista também é acusada de manter uma conta na Suíça, abastecida por dinheiro de origem ilícita.

Em depoimento a Moro no final de 2016, Claudia negou as acusações e disse que possuía apenas um cartão de crédito internacional. Além disso, afirmou que não sabia que o dinheiro tinha origem ilícita, pois confiava no marido e não tinha motivos para desconfiar de supostas irregularidades praticadas por Eduardo Cunha.

 O ex-deputado já foi condenado na Lava Jato a 15 anos e quatro meses de prisão. Ele está preso desde outubro do ano passado. Claudia responde em liberdade, mas o Ministério Público já pediu que, em caso de condenação, a pena seja cumprida em regime fechado.

Repórter Tabata Viapiana

1 Comentário

  1. ESSA SENHORA, EX-JORNALISTA É UMA GRANDE PESSOA, FALEM O QUE QUISEREM. JORNALISTA É GENTE BACANA, CABEÇA FEITA QUE NÃO PRECISA NEM DE DROGA; QUE PODE TER SIDO VÍTIMA COMO TANTAS MENINAS POR AÍ QUE TRANSPORTAM DROGAS PARA NAMORADINHOS BANDIDÕES; QUE O DESENLACE DESSA HISTÓRIA PODE ME CAUSAR MUITA TRISTEZA; QUE PELO MENOS NÃO SOFRA NENHUMA INJUSTIÇA. EX-JORNALISTA É MUI DESAGRADÁVEL. NÃO QUE POR ESSE FATO DEVA SER INTOCÁVEL, MAS PELA PRÓPRIA IMPORTÂNCIA COMO TRANSFORMADORA SOCIAL QUE CONTEM EM SI, OK?

Deixe uma mensagem