puppi-secretario-de-financas-reforma-tributaria
Foto: CMC
Terrazza Panorâmico

“Se a Reforma Tributária que tramita no Congresso Nacional for aprovada da forma como está, o município de Curitiba perderia R$ 400 milhões e serviços públicos teriam que ser desligados ou a cidade ficaria dependente da União”.

Foi assim que o secretário municipal de Finanças de Curitiba, Vitor Puppi, falou sobre o projeto da Reforma Tributária, nesta segunda-feira (30), durante uma audiência pública na Câmara Municipal de Curitiba (CMC).

De acordo com o secretário, a fusão do Imposto Sobre Serviço (ISS) com outros tributos federais faria com que o custo de alguns serviços fique ainda maior. Como exemplo, Puppi falou sobre a tarifa do transporte coletivo.

Atualmente, a tarifa cobrada normalmente é de R$ 4,50, mas poderia chegar a R$ 5,40, se a Reforma Tributária fosse aprovada.

Vitor Puppi revelou que essa preocupação foi repassada por ele e pelo prefeito Rafael Greca ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, quando ele esteve na cidade na semana passada.

Na ocasião, Greca defendeu que a reforma “resguarde as fontes fiscais dos municípios, evitando perdas daqueles que têm responsabilidade constitucional na prestação de serviços – como os de Educação e Saúde”.

Segundo Puppi, a situação financeira de Curitiba está fortemente atrelada à arrecadação proveniente do ISS. Em oito meses, a administração pública gastou pouco mais de R$ 5 bilhões e teve, em receitas, R$ 5,550 bilhões.

Repórter William Bittar