Terrazza Panorâmico

Suspensão temporária da greve. Esta foi a decisão dos servidores da Universidade Estadual de Londrina, no norte do Estado, que realizaram uma assembleia nesta quarta-feira.

A  categoria reivindicava reposição imediata de 4,94%, referente à inflação de 2018, mais a reposição de perdas salariais desde 2015, além da contratação dos aprovados em concursos públicos. A paralisação teve início no último dia 8.

A nova proposta do governo, de pagar a reposição da inflação em três parcelas, até 2022, favorece negociações, apesar de não contemplar todas as necessidades da categoria.

De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Técnico-administrativos da Universidade de Londrina, a greve está suspensa até que o governo encaminhe um projeto de lei com o reajuste salarial à Assembleia Legislativa. Apenas depois disto, a categoria vai analisar o encerramento ou não da paralisação.

Somente o Restaurante Universitário, nesta semana, não atenderá. Ele volta a servir a comunidade acadêmica na segunda-feira. Tanto no campus da universidade quanto no Hospital Universitário, as atividades voltam ao normal nesta quinta-feira.

Repórter Marcelo Ricetti