Foto: Alep
Terrazza Panorâmico

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano (PSDB), anunciou no fim da Sessão Plenária desta segunda-feira (18), após negociação com a liderança do governo e liderança da oposição, a retirada de pauta dos cinco projetos que preveem reajuste salarial de 2,76% para os servidores do Legislativo, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas, Ministério Público e Defensoria Pública.

A votação estava prevista, e já havia sido adiada na última segunda-feira dia 11, mas os servidores do Poder Executivo, também cobram o direito ao reajuste, já que os salários estão congelados desde 2016. Desde o dia 11 os servidores estão em vigília, em frente à Assembleia Legislativa e nesta segunda-feira ocuparam as galerias do legislativo. Segundo Ademar Traiano, os projetos retornam para pauta na terça-feira da próxima semana.

De acordo com o líder do governo deputado Pedro Lupion, o desejo dos deputados é de que o reajuste seja com os mesmos percentuais para todos os servidores, inclusive do executivo.

O líder da oposição deputado Anibelli Neto, acredita que a mudança na data de votação dos projetos para semana que vem não muda nada. Ele afirma que existem recursos para atender também os reajustes aos servidores do executivo.

Uma reunião a portas fechadas foi marcada para o fim da tarde desta segunda-feira no Palácio Iguaçu com representantes do Fórum das Entidades Sindicais (Fes) e representantes da secretaria da Fazenda, para discutir a extensão do reajuste aos funcionários do poder executivo.

— Repórter Vanessa Fernandes

Deixe uma mensagem