Sindicatos dos servidores estaduais preparam greve do funcionalismo público

Sindicatos dos servidores estaduais preparam greve do funcionalismo público
Foto: Reprodução/APP Sindicato

O Fórum das Entidades Sindicais do Paraná (FES) deliberou uma greve dos servidores estaduais a partir do dia 25 de junho, caso não consigam uma resposta ao impasse do pagamento da reposição salarial do funcionalismo público.

Nesta quinta-feira (6), as lideranças dos sindicatos que representam servidores públicos e compõem o FES deram início a preparação para uma greve geral unificada.

Segundo o FES, a data-base venceu no dia 1º de maio e os servidores da educação, saúde, segurança e outras categorias do serviço público estadual estão sem correção desde 2016. De acordo com o Fórum, a defasagem passa de 17%.

No dia 14 de junho, a adesão é pela greve geral convocada pelas centrais sindicais, em defesa da data-base e contra a reforma da Previdência. Em Curitiba, a concentração terá início às 10h, em frente ao Palácio Iguaçu.

No mesmo dia, o FES quer uma reunião com o governador Ratinho Júnior (PSD). Caso os servidores não tenham resposta sobre a reposição salarial, a deliberação é por greve estadual a partir do dia 25.

A CBN Curitiba fez contato com a assessoria do Governo do Paraná, mas até o fechamento desta reportagem, não obteve retorno.

Repórter William Bittar