Sob clima de tensão, aproximadamente 350 pessoas são despejadas de uma área de invasão na Vila Liberdade, localizada em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba.

O mandado de reintegração de posse começou a ser cumprido oficialmente às 08h desta quinta-feira. Aproximadamente 350 pessoas começaram a ser despejadas em função do cumprimento de mandados de reintegração de posse.

São duas áreas invadidas, que no total somam 120 mil metros quadrados. Moradores montaram barreiras com pneus queimados, mas os bloqueios foram desfeitos pela Polícia Militar. Houve princípios de confusão.

O oficial de Justiça que foi ao local, Moacir de Jesus, disse que os moradores foram avisados há mais de um mês sobre a reintegração das áreas, que pertencem a uma empresa privada. Os locais foram invadidos há cerca de três meses.

Não houve prisões segundo a Polícia Militar. No total, 290 barracos devem ser destruídos até o final da tarde. Centenas de policiais, inclusive a tropa de choque da PM foram deslocados até o local.

O trânsito na BR 116 ficou muito complicado no sentido Colombo – Curitiba. O congestionamento atingiu quase 10 quilômetros. Equipes da Copel e da Sanepar também estiveram na região para cortar ligações elétricas e de esgoto clandestinas.

A Vila Liberdade e a Vila Zumbi são separadas pela BR – 116. No sentido Curitiba – São Paulo. A Vila Liberdade fica do lado esquerdo, e a Vila Zumbi, do lado direito da rodovia.

Em 2013, o governo do Paraná regularizou a situação de 51 famílias que viviam em áreas invadidas na Vila Liberdade.

Repórter Fábio Buchmann

Deixe uma mensagem