Foto; Pixabay
Terrazza Panorâmico

No momento em que se alcança uma ascensão profissional é comum pessoas procurarem por certas ajudas. Essas atitudes normalmente são acompanhadas por muitos elogios o que conhecemos por bajulação. Isso mostra interesse na posição de alto escalão que o líder ocupa.

Cabe ao líder saber diferenciar quem está presente para prestar ajuda e ser crítico perante a decisões que desagradem o grupo. Ou seja, é momento do líder saber ouvir e entender quando está equivocado.

Sobre esse assunto o nosso colunista Bernt Entschev diz “é preciso deixar o bajulômetro ligado”.

Para conferir todos as dicas ouça a íntegra da coluna “Sua carreira em pauta”.