Foto: Daniel Castellano / SMCS

A tarifa técnica do transporte coletivo de Curitiba subiu oito centavos segundo publicação feita pela Urbanização de Curitiba (Urbs), empresa responsável pelo gerenciamento do transporte coletivo da capital, nesta sexta-feira (15), no Diário Oficial do município.

A tarifa técnica é o valor que o poder público repassa para as empresas que operam o transporte coletivo e é maior do que a tarifa paga pelo usuário para utilizar os coletivos.

Atualmente, os passageiros pagam R$ 4,25 e, segundo a Prefeitura de Curitiba, ainda não há previsão para que a tarifa do usuário aumente, mas como já antecipado anteriormente pela administração municipal, o valor atual só pode continuar caso o Governo do Paraná repasse o subsídio para o transporte coletivo.

Segundo a prefeitura, o aumento na tarifa técnica se deu com a “correção do subsídio do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que foi retirado a partir de janeiro”.

Por fim, a nota diz que “a tarifa técnica faz parte do contrato de concessão dos ônibus e leva em conta o custo do transporte, dividido pelo número de passageiros pagantes”.

A resolução da Urbs ainda determina que seja paga a diferença do mês de janeiro, já que o reajuste é retroativo.

Repórter William Bittar