Foto: Jose Cruz/Agência Brasil

O Corpo de Bombeiros combateu 3.793 focos de incêndios florestais no primeiro semestre de 2018. O número é 44% maior que o observado no mesmo período do ano passado, quando aconteceram 2.516 registros.

Segundo o chefe da Comunicação do Corpo de Bombeiros, major Leonardo Mendes, a falta de chuvas associada à baixa umidade do ar foi a principal causa do aumento nas ocorrências. Além disso, a chegada do inverno preocupa ainda mais.

As cidades com maior incidência foram Paranavaí, com 391 registros, e Maringá, com 298, ambas no noroeste do Estado. Já em Curitiba foram atendidas 214 ocorrências.

Apesar do tempo seco, o major destaca que os incêndios não são provocados apenas por causas naturais. Jogar lixo com cacos de vidro em terrenos baldios, bitucas de cigarro, promover queimada para limpeza de terrenos e soltar balões são atitudes que contribuem para que o fogo surja e se alastre.

Mendes também explica que as pessoas só devem tentar combater o incêndio em situações que não apresentem risco.

Caso alguém presencie outra pessoa colocando fogo sem autorização, o Corpo de Bombeiros alerta que é preciso ligar imediatamente para o telefone 193 e fazer a denúncia. O telefone funciona 24 horas por dia, sete dias por semana. Esse é o mesmo número em caso de emergências.

Repórter Francielly Azevedo

Deixe uma mensagem