Foto: Cesar Brustolin/SMCS

O presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), Adalberto Xisto Pereira, suspendeu, nesta sexta-feira (1º), a liminar que adiava o reajuste da passagem de ônibus em Curitiba até o fim de março. Com isso, o novo valor, de R$ 4,50, entrará em vigor a partir da zero hora deste sábado (2), ou seja, amanhã os passageiros já irão ter que desembolsar mais dinheiro para utilizar o transporte coletivo da capital.

A decisão atendeu a um recurso do município, que argumentou que é fato notório que os reajustes ocorrem habitualmente no mês de fevereiro. Conforme o TJ-PR, o adiamento configurava violação à ordem pública.

O novo valor estava previsto para vigorar desde quinta-feira (28), mas a 2ª Vara da Fazenda Pública pediu o adiamento da data para o dia 25 de março, com a justificativa de que o prazo de uma semana entre o anúncio e o reajuste era insuficiente para que o usuário se preparasse.

Segundo a Prefeitura, o reajuste foi aplicado depois de dois anos sem alteração na tarifa e ficou abaixo da inflação no período (5,8% contra 6,7% do IPCA).

A administração municipal argumenta que a atualização do valor em Curitiba ficou, ainda, abaixo da média dos reajustes feitos nas cidades brasileiras, de 8,7%, apenas este ano. Os dados são da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos.

O pedido de suspensão tinha sido feito pela vereadora Professora Josete (PT) e pelo deputado estadual Goura (PDT). Por meio de nota, os dois lamentaram a nova decisão judicial e disseram que irão recorrer.

O novo valor, de R$ 4,50, vale para os ônibus de Curitiba e para as linhas integradas da Região Metropolitana de Curitiba.

Repórter Francielly Azevedo