Foto: Ricardo Almeida / ANPr

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) manteve a condenação do ex-governador Beto Richa (PSDB) e de Fernanda Richa, que determina a devolução de dinheiro público usado para uma estadia de dois dias em Paris, na França, durante uma viagem oficial, em 2015.

Com três votos a favor e dois contra, a 4ª Câmara Cível do TJ-PR decidiu nesta terça-feira (7) pela manutenção da condenação em 2ª instância.

O valor total do ressarcimento aos cofres públicos deve ser definido no momento da execução da sentença.

Da decisão cabe recurso.

Em nota a defesa do ex-governador Beto Richa disse que entende que a decisão é equivocada e que entrará com o recurso após a publicação do acórdão, para que seja reestabelecida a justiça neste caso. Reafirma também seu posicionamento em função de o ex-governador ter restituído voluntariamente as sobras de diárias ao final da missão internacional. Reitera ainda que os valores ressarcidos foram superiores aos utilizados na parada em Paris.

— Repórter Vanessa Fernandes

Deixe uma mensagem