Foto: acervo Rosangela Bortolaz.
Terrazza Panorâmico

Disputada na França, a 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino terminou neste domingo (8), com a vitória dos Estados Unidos sobre a Holanda, por 2 a 0. Transmitida pela Rede Globo, esta edição do mundial atraiu mais entusiastas para a modalidade. Porém, o cotidiano do futebol feminino no Brasil ainda é de muita dificuldade. No Paraná, apenas três times disputam o campeonato estadual: Foz Cataratas, de Foz do Iguaçu; Toledo, de Toledo, e Imperial, de Curitiba. E a treinadora do Imperial, Rosangela Bortolaz (foto), faz um apelo para três clubes paranaenses que disputam, no masculino, a Série B do Campeonato Brasileiro. É preciso uma parceria para que o time sediado no Mossunguê, bairro curitibano, dispute torneios nacionais de categorias de base.

Rosângela não cita o Athletico, da Série A, porque o rubro-negro já tem um convênio com o Foz Cataratas e o Londrina, outro paranaense da Série B, está organizando uma equipe própria:

A treinadora conta que o Imperial se mantém com doações:

Rosângela também trabalha na Next Academy, escolinha de Santa Felicidade, que encaminha jogadoras para os Estados Unidos: