Foto: Prefeitura de Curitiba
Terrazza Panorâmico

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) informou que foi comunicada pelo Ministério da Educação (MEC), nesta quinta-feira (2), sobre o bloqueio de mais de R$ 48 milhões no orçamento da instituição. O corte representa 30% das verbas destinadas ao custeio da universidade.

Segundo a UFPR, a redução de recursos impactará no pagamento de itens como consumo de água, energia, contratos de prestação de serviços e restaurantes universitários. O que afetará diretamente o funcionamento da instituição de ensino.

Em nota, a UFPR reforça “que o investimento nas universidades federais é importante para a soberania nacional, para a formação de excelência das futuras gerações, para o aumento da qualidade de vida da população e para o próprio desenvolvimento pleno da economia nacional, nas indústrias ou no agronegócio, por exemplo.

Contamos com o diálogo com as instâncias competentes do governo federal para continuar atendendo a comunidade paranaense, como temos feito há mais de 106 anos, sem o perigo de interrupção das nossas atividades, o que acarretará prejuízos imensuráveis para os nossos estudantes e para a sociedade”, diz o texto.

A UFPR é a mais antiga universidade em funcionamento no país e atende mais de 33 mil alunos, em 164 cursos de graduação e 89 programas de pós-graduação com 89 mestrados e 61 doutorados, além de 45 cursos de especialização e profunda inserção na nossa comunidade em 392 projetos e programas de extensão.

Repórter Francielly Azevedo