Foto: Fabio Buchmann

A programação da semana de mobilizações contra os cortes na educação segue nesta quinta-feira (16) com uma série de atividades culturais.

O movimento “UFPR + Cultura na rua” terá apresentações de grupos artísticos da UFPR, aulas abertas, intervenções públicas e exposições. Às 10 horas, o Departamento de Artes da UFPR promoverá aulas abertas de Arte na Praça Santos Andrade. Serão ministradas aulas de Desenho – representação coletiva do espaço público; de Modelagem – escultura e espaço público, e estudos em argila.

O Prédio Histórico receberá, entre 10h15 e 11h30, a intervenção “Arte para quê?”, incluindo conversa com professores e alunos do curso de Artes Visuais, artistas e comunidade sobre arte e seu ensino na universidade.

Simultaneamente serão realizadas visitas, a cada 30 minutos, às exposições do Museu de Arte da UFPR (MusA) acompanhadas por alunos e professores.

Os grupos artísticos da UFPR estarão nas ruas a partir das 12 horas, nas escadarias do Prédio Histórico da UFPR e na Praça Santos Andrade, reunidos em suas diversidades de linguagens e processos, em apresentações de trechos de obras dos repertórios, em defesa da universidade pública. Participam das ações artísticas o grupo de Coro; Orquestra Filarmônica; Téssera – Companhia de Dança; Companhia de Teatro e Grupo MPB.

Às 12h30, também se apresentam o Coro e a Orquestra do Departamento de Artes, formada por membros da Orquestra Filarmônica, estudantes da graduação e da pós-graduação do DeArtes e convidados.

Em seguida o Grupo de Choro do DeArtes traz um repertório variado e interpretado com uma sonoridade atual, incluindo peças de Jacob do Bandolim, ícone da cultura musical, cujo 100º aniversário de nascimento é comemorado neste ano. O grupo faz parte do Projeto de Extensão “Práticas Musicais para a Comunidade no DeArtes 2.0”, desde 2011, vinculado à disciplina de Prática de Conjunto Musical VII.

Programação de Artes

As ações da tarde ocorrem no Departamento de Artes da UFPR. A partir das 14 horas haverá uma oficina de arte colaborativa e, às 17 horas, uma visita guiada ao Departamento de Artes.

A programação conta também com uma mediação da exposição Artifício Invisível, às 18h30.

A semana termina com um grande ato pela educação na escadaria do Prédio Histórico da UFPR, na sexta-feira (17), entre 11 e 13 horas.

Na quarta-feira aproximadamente 20 mil pessoas foram às ruas na capital paranaense. Eles se concentraram na Praça Santos Andrade pela manhã e os protestos se estenderam durante todo o dia.

Vestido à caráter, um grupo de manifestantes chamava a atenção. Um dos integrantes foi Frei Daniel, que estuda Filosofia, e é frade franciscano da ordem dos frades menores.

Ele foi às ruas para lembrar da importância da filosofia, no dia a dia de cada um, e destaca que filosofar não é divagar

Houve confusão por volta das 10:30. Os manifestantes decidiram sair em passeata pela Rua João Negrão, bloqueando o cruzamento com a rua XV de Novembro.

O trânsito travou na região central e muitos motoristas que ficaram presos no congestionamento não gostaram 

O ato terminou após uma passeata. Da praça Santos Andrade, os manifestantes se dirigiram ao prédio da Reitoria, onde permaneceram por cerca de duas horas.

Confira fotos da manifestação:

Repórter Fabio Buchmann