Foto: Lucian Pichetti
Terrazza Panorâmico

Uma sequência de colisões terminou em tragédia na noite deste domingo (9) na BR-376, em São José dos Pinhais, na grande Curitiba. Uma pessoa morreu e outras seis ficaram feridas, uma em estado grave.

O primeiro acidente foi por volta das 21h30, na pista sentido Curitiba. O condutor de um Chevrolet Astra errou a entrada do acesso ao Contorno Leste e bateu de leve na lateral de uma Ford EcoSport. A batida foi 150 metros após o acesso ao contorno, em frente a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) atendeu a situação, que não teve feridos, como explica o prf Rodovalho.

Ninguém poderia imaginar o que aconteceria em seguida. Meia hora após o acidente, o motorista de um Chevrolet Onix não visualizou a sinalização com o triângulo e pisca alerta e atingiu os carros e os envolvidos na primeira colisão.

Adilson da Silva, de 40 anos, foi prensado contra o Astra e morreu na hora. O outro ocupante do Chevrolet, que também estava na pista, foi encaminhado ao Hospital do Trabalhador com ferimentos graves. Outras 5 pessoas se feriram com menos gravidade, entre elas uma criança de 7 anos.

A PRF não estava na pista no momento da segunda colisão. De acordo com o policial Rodovalho, a equipe havia saído para atender a outro acidente. O prf explica ainda que os ocupantes do Astra voltaram a pista para conferir as condições do veículo.

O motorista do Onix, o metalúrgico curitibano Márcio José de Meira, disse que não viu a sinalização do primeiro acidente. Ele afirmou ainda que não estava em alta velocidade. A pista ficou interditada por mais de duas horas.

A família do Astra voltava para Fazenda Rio Grande, na região de Curitiba, após ter passado o fim de semana em Guaratuba, no litoral paranaense. O corpo de Adilson foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da capital.

Repórter Lucian Pichetti