A derrota para a URT (3 a 2), nesta quinta-feira (14), foi a maior vexame do Coritiba na história da Copa do Brasil. Pela primeira vez, em 24 participações, o alviverde sofreu a eliminação logo no jogo de estreia.

A União Recreativa dos Trabalhadores já incomodou os paranaenses em outras edições do torneio. Em 2006, a equipe de Patos de Minas (cidade de 150 mil habitantes, à 150km de Belo Horizonte) eliminou o Londrina, com uma vitória (3 a 2) e um empate (1 a 1). No ano passado, jogo único a URT só perdeu a vaga para o Paraná Clube no último minuto, ao sofrer um gol do lateral-direito Alemão. O empate (1 a 1) classificou o tricolor paranaense para a segunda fase.

A URT não vencia uma partida oficial há nove meses: em maio, a torcida de Patos de Minas comemorou o placar de 4 a 2 contra o Espírito Santo, de Vitória, pela Série D do Campeonato Brasileiro. O time que desclassificou o Coritiba e que nunca perdeu para clubes paranaenses está em último lugar no Campeonato Mineiro deste ano, com apenas dois pontos em cinco jogos.

Fora da Copa do Brasil, o Coritiba enfrenta o FC Cascavel, neste domingo, às 17h, em Cascavel, pela semifinal do primeiro turno do Campeonato Paranaense.


(Ayrton Baptista Junior)