Foto: Rodrigo Fonseca/CMC

A vereadora Kátia Dittrich, eleita como Kátia dos Animais de Rua na eleição do ano passado, foi expulsa do Solidariedade, após o partido analisar as denúncias e as provas contra a parlamentar.

A decisão foi divulgada as vésperas da apresentação do relatório da Comissão Processante da Câmara Municipal de Curitiba. Ela é acusada de ter ficado com parte do salário de assessores contratados em cargo de comissão e que estavam lotados em seu gabinete.

A decisão pela expulsão é de 9 de novembro e foi ratificada nesta terça-feira (5) pelo presidente nacional da legenda, o deputado federal Paulinho da Força (SP). A parlamentar nega as acusações.

Kátia Dittrich tem dito que é vítima de um complô para que ela seja retirada da Câmara. Ela disse que não foi notificada e nem teve direito à defesa dentro do partido. Disse ainda que ninguém vai tirá-la da Câmara.

A vereadora já avisou que vai recorrer da decisão da cúpula do partido.

O relatório da Comissão Processante da Câmara, responsável pelas investigações, será apresentado na próxima sexta-feira. O relator do caso é o vereador Osias Morais, do PRB.

Repórter Fábio Buchmann

Deixe seu comentário