Vereadores aprovam homenagem póstuma à menina Rachel Genofre

Vereadores aprovam homenagem póstuma à menina Rachel Genofre
Foto: Acervo Pessoal

Em sessão realizada nesta terça-feira na Câmara Municipal, os vereadores aprovaram o projeto de lei para denominar um bem público da cidade em homenagem póstuma a Rachel Maria Lobo Oliveira Genofre.

O projeto de lei é resultado de um pedido da mãe de Rachel, Maria Cristina Lobo Oliveira. No dia 5 de novembro de 2019 esteve na CMC, com mais integrantes da Frente Feminista de Curitiba e Região Metropolitana, pedindo que a criança passasse a denominar a rodoferroviária da capital
Com a provação da proposta nesta terça-feira, a decisão final de qual equipamento público vai ser objeto da homenagem à menina, será da Prefeitura.

Pode ser uma praça, um logradouro público, um parque, uma rua, ou a própria Rodoferroviária. Doze vereadores assinam o projeto de lei. A menina foi assassinada em 2008, quando tinha nove anos de idade, e teve seu corpo deixado em uma mala na rodoferroviária da capital.

O caso só foi elucidado onze anos depois, graças ao Banco Nacional de Perfis Genéticos, que identificou o acusado detido em São Paulo, preso por estupros e outros crimes.

O caso é considerado um dos mais emblemáticos da história da criminalística paranaense. Os delegados da Polícia Civil à frente da investigação foram homenageados pela CMC em março deste ano.

Repórter Fábio Buchmann