aprovação-reajuste-salarios-servidores-municipais
Foto: Reprodução/Twitter
Terrazza Panorâmico

Na manhã desta terça-feira (19), os três projetos que tramitam em regime de urgência na Câmara Municipal de Curitiba e tratam do funcionalismo público, foram discutidos e votados em segundo turno.

Nesta segunda-feira (18), mesmo com a tensão e o eminente risco de confronto entre servidores municipais, Guarda Municipal e Polícia Militar, os três projetos de iniciativa da Prefeitura de Curitiba foram aprovados pela maioria dos vereadores, em primeiro turno.

Foram aprovados o reajuste de 3,5% do salário, a prorrogação do congelamento de carreira por mais dois anos, mas com a manutenção do vale-transporte em dinheiro e a redução da liberação sindical.

Com o clima hostil do lado de fora, alguns vereadores da oposição tentaram suspender a sessão, mas, mesmo com janelas quebradas, cortinas rasgadas, duas pessoas feridas e duas detidas, os parlamentares seguiram com a votação.

A vereadora professora Josete (PT) chegou a alegar a falta de diálogo e criticou a forma como os projetos foram conduzidos na Câmara Municipal.

Se os projetos foram aprovados também em segundo turno, seguem para sanção do prefeito Rafael Greca.

Por outro lado, os servidores municipais que entraram em greve nesta segunda, voltaram às atividades nesta terça-feira, mas prometem uma nova paralisação em 2020.

Repórter William Bittar