Foto: Coritiba FC.

No ano passado, o zagueiro Alan Costa, do Coritiba, falhou em três partidas e sofreu uma punição não escrita, mas rigorosa: seis meses sem jogar pela equipe principal do alviverde. Dois treinadores (Eduardo Baptista e Tcheco) não o escalaram uma vez sequer. A “geladeira” só terminou em outubro, por ordem do técnico Argel Fucks.

Neste início de temporada, Argel mantém a aposta e comemora os gols marcados pelo zagueiro nas duas primeiras rodadas do Campeonato Paranaense: um na goleada de 4 a 0 sobre o Foz do Iguaçu, domingo (20), em Foz do Iguaçu; outro no empate com o Maringá, por 1 a 1, nesta quarta-feira (23).

Este é o quarto ano da parceira entre Argel e Alan, que começou no Internacional, em 2016, e também passou pelo Vitória, em 2017. “O Alan jogou com o nariz fraturado. Temos que valorizar muito”, falou Argel, depois do jogo com o Maringá.

Curiosamente, o jogador que fez o gol do empate maringaense, Tiago Orobó, de 25 anos, também já anotou dois gols no campeonato. O primeiro aconteceu em outro empate, também por 1 a 1, contra o Rio Branco, domingo em Maringá. No Couto Pereira, este jogador que nasceu em Orobó, interior de Pernambuco, aproveitou uma falha do meia Matheus Bueno e do goleiro Wilson, ídolo coxa-branca. Do campo de ataque, Matheus recuou para Wilson, que se viu obrigado a sair da área e perdeu a bola para o atacante, que passou a temporada 2017/2018 no Qadsia SC, do Kuwait.

Ayrton Baptista Junior